Controle financeiro em consultório odontológico: como fazer?
Controle financeiro em consultório odontológico: como fazer?
Posted by

Controle financeiro em consultório odontológico: como fazer?

 

O controle financeiro é uma tarefa indispensável para o sucesso de qualquer atividade que visa lucro. No consultório odontológico, o Auxiliar de Consultório Dentário (ACD) terá grande participação

O controle financeiro é uma tarefa indispensável para o sucesso de qualquer atividade que visa lucro. E, no caso de consultório odontológico, o Auxiliar de Consultório Dentário – ACD – terá uma grande participação nesse controle. Será ele o responsável por fazer e receber pagamentos; anotar todo dinheiro que entra e que sai diariamente do consultório; verificar as datas de vencimentos; de recebimentos; enfim, ele deverá exercer grande parte da responsabilidade pelas informações utilizadas no fluxo de caixa do consultório odontológico.

Mas, como fazer isso? O ACD poderá fazer tudo isso tendo o cuidado de anotar todos os recebimentos e gastos, para que essas informações possam ser lançadas posteriormente no livro-caixa do consultório. Mas, lembre-se de que tudo isso poderá ser feito, também, por meio de programas computacionais específicos, onde todas as despesas (saídas) e todos os recebimentos (entradas) podem ser lançados diretamente no sistema para que o programa possa fazer os cálculos e apresentar automaticamente o balanço financeiro. “Esta é mais uma razão para que o ACD possua conhecimentos de informática (como usuário) e que saiba lidar com computadores e programas computacionais”, afirma Dr.ª Carolina Wolff Schwambach Gomide, professora do Curso a Distância CPT Capacitação de Auxiliar de Consultório Dentário – ACD ou ASB, em Livro+DVD e Curso Online.

Independente do meio que venha a ser utilizado, se convencional (quando se utilizam papéis para documentar as entradas e as saídas de dinheiro do consultório) ou se eletrônica (quando se utilizam programas computacionais específicos), é muito importante que o ACD tenha em mente o seguinte: o controle financeiro deverá ser feito por meio da organização de:

– Despesas mensais a pagar, como: água, luz, telefone, taxas condominiais, fornecedores, entre outras;
– Despesas mensais referentes aos encargos, como: impostos e contribuições;
– Valores a receber, como: cheques pré-datados, pagamentos a serem feitos em espécie etc.;
– Controle diário do dinheiro que entra e que sai com as devidas observações a que se referem. Isso permitirá obter no final do mês o balanço geral das entradas e saídas de dinheiro;
– Cobrança aos pacientes em atraso, por meio do envio de cartas-padrão com espaço aberto para a colocação da data, do valor a ser pago, da descrição do que estiver sendo cobrado e assinatura.

 

Por Silvana Teixeira.

Fonte: https://www.cpt.com.br/cursos-consultorios-odontologicos/artigos/controle-financeiro-em-consultorio-odontologico-como-fazer

 

Comments

0 Comentários desativados em Controle financeiro em consultório odontológico: como fazer? 444 05 janeiro, 2018 Financeiro e Contábil janeiro 5, 2018

About the author

Thais Almeida é diretora e curadora de conteúdo deste portal.

View all articles by Administrador

Pesquisa

Cursos

Facebook